Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Cras sollicitudin, tellus vitae condimentum egestas, libero dolor auctor tellus, eu consectetur neque.

Press enter to begin your search

Editora Irmãos Vitale

Editora Irmãos Vitale

Há mais de 90 anos no mercado, a Irmãos Vitale é a editora mais tradicional do Brasil. Fundada em São Paulo em 1923, hoje é administrada pela segunda geração da família e possui um dos maiores acervos de música nacional dos gêneros de samba, choro, bossa-nova, forró e carnaval. São mais de 20 mil músicas de um total de 9 mil autores ou herdeiros.

Além de registrar a música e editar sua partitura, divulgar cada obra e administrar comercialmente os respectivos direitos autorais, a editora acaba de inaugurar uma área dedicada à sincronização, com escritórios em São Paulo e Rio de Janeiro, com serviço de consultoria ou pesquisa musical.

Representa também várias editoras e gravadoras estrangeiras, incluindo bancos de trilha branca (production music/library), com foco especial na área da sincronização. BMG (fonogramas), Peer, Countdown, Grobe Music, CID, Soundiva são alguns dos catálogos que administra, juntando assim um vasto repertório que abrange vários géneros: de música clássica até eletrônica, de rock até bolero, de mambo até pop internacional e mais de cem mil fonogramas de covers de sucessos.
 
Entre os artistas internacionais representados destacam-se Depeche Mode, The Kinks, Suicide, Goldfrapp, Moby, Donovan, Nick Cave, Johnny Cash, Roy Orbison e Jerry Lee Lewis.
 

Em sua longa história, a Irmãos Vitale trabalhou com grandes nomes da música brasileira como Pixinguinha, Cartola, Ary Barroso, Adoniran Barbosa, Dorival Caymmi, Lamartine Babo, Noel Rosa, Assis Valente, Lupicínio Rodrigues, Ataulpho Alves, Paulinho da Viola, Chiquinha Gonzaga, Wilson Batista, Sivuca, Zequinha Abreu, Dolores Duran, Billy Blanco, Tom Jobim, Carlos Lyra, Vinicius de Moraes, Baden Powell, Jorge Benjor, Waldick Soriano, Marcos Valle, Luiz Gonzaga, Taiguara, Martinho da Vila, Roberto e Erasmo Carlos, Rolando Boldrin, Sergio Reis e tantos outros.

Na música erudita, a editora também possui prestigioso acervo e administra a criação de compositores como Villa-Lobos, Lorenzo Fernândez, Guerra-Peixe e Marlos Nobre, além de Francisco Mignone, Camargo Guarnieri, Radamés Gnatalli e Souza Lima que, durante anos acumulou a função de coordenador e revisor do catálogo erudito da editora.

Desde a década de 60, a Editora Vitale assumiu também o pioneirismo na edição de songbooks no Brasil. O primeiro foi Sucessos Vitale em Bossa Nova, lançado em 1963. O acervo conta com mais de 40 nomes de compositores e artistas brasileiros.

Além disso, também são editados pela Vitale métodos para ensino musical elaborados por consagrados professores ou músicos. Na área de literatura musical, conta com os trabalhos do pesquisador Haroldo Costa, do cartunista Lan, do jornalista Roberto M. Moura e do escritor Henrique Autran Dourado.

A Editora dispõe de uma loja em São Paulo, onde é possível encontrar instrumentos e acessórios musicais, CD, DVD e fitas, além de uma enorme variedade de livros e songbooks nacionais e importados, representados e distribuídos pela editora.

Para saber mais: http://www.vitale.com.br/index.asp

X