Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Cras sollicitudin, tellus vitae condimentum egestas, libero dolor auctor tellus, eu consectetur neque.

Press enter to begin your search

Cantora e compositora brasileira Anna Setton lança segundo álbum autoral em 2020

Cantora e compositora brasileira Anna Setton lança segundo álbum autoral em 2020

A artista brasileira Anna Setton anunciou o lançamento do seu segundo álbum para 2020. O disco ainda está em processo de criação e, de acordo com a cantora de música popular brasileira, já tem três músicas gravadas.

“Eu estou nesse processo de criação e de entender o que ele (o disco) vai se tornar. Esta nova gravação também será autoral, assim como a anterior. No meu primeiro disco, a minha filha Dora tinha acabado de nascer, então eu trouxe muito da maternidade para ele”, ressalta Anna.

De acordo com a artista, a novidade irá abordar outras temáticas, uma vez que ela está em outro momento de vida agora. “As músicas ainda estão nascendo, mas acredito que vão trazer questões de observadora urbana, de quem está vivendo São Paulo, o Brasil de 2020, sendo uma compositora mulher e desbravando a música do jeito que a gente faz”.

O novo trabalho tem produção junto à banda da cantora, composta pelo pianista, arranjador e produtor musical, Edu Sangirardi – parceiro de Setton na música e na vida –, pelo contrabaixista Jônatas Sansão, pelo baixista Bruno Migotto, e pelos sopros de Jota P. Barbosa e Diego Garbin.

Processo de criação

Anna Setton tem estilo próprio de cantar: ao mesmo tempo doce e com energia. A artista brasileira ressaltou que sua composição é como uma colcha de retalhos. “Quando eu estou compondo eu tenho que sentar, abrir todos os meus canais de memória e de sensação e entender o que aquela música está querendo me dizer. Eu escrevo a letra a partir de uma música que já está pronta, então, eu ouço e reflito”, comenta.

A cantora diz ser influenciada por grandes clássicos da música brasileira, tais como Dominguinhos, Chico Buarque, Caetano Veloso e Tom Jobim. A bossa nova, por exemplo, ainda é uma grande referência, mas a sua música não é baseada em um artista do gênero.

“A minha letra engloba mais uma vontade de dizer coisas, então tem muito de literatura, de poesia e de filmes”, explica a artista sobre suas inspirações na hora de compor.

Com o primeiro álbum, de nome homônimo ao da cantora, foram realizadas duas turnês internacionais em 2019: uma recente pela Coréia, Japão e Austrália e outra no começo do ano para Portugal, França, Alemanha e Inglaterra. Segundo a compositora, este disco ainda tem chão para correr pelo Brasil, mesmo com o novo à vista.

Parceria

Anna está na estrada há mais de 15 anos. Começou a carreira tocando em bares na capital paulista, quando, então, foi descoberta por Toquinho em um dos seus shows cotidianos no bar Baretto. Ela conta que era uma segunda-feira e estava cantando para uma mesa, apenas. No outro dia, a mesma pessoa que estava sentada naquele lugar era conhecida de Toquinho, que foi até lá pra ver de perto os comentários do amigo. Daí surgiu o convite para um show com ele, e depois para uma turnê de quatro anos. A parceria resultou em mais de 200 shows e duas músicas, “Porta do infinito” e “Romeu e Julieta”, que estão no penúltimo disco de Toquinho.

“Ele é um artista super generoso, aprendi um monte com ele. Foi uma experiência incrível, eu adquiri vários conhecimentos, desde como me comportar, music business, a fazer shows grandes e até mesmo ouvir histórias de meus grandes ídolos”, ressalta Anna.

Ouça o álbum Anna Setton:

 

X