Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Cras sollicitudin, tellus vitae condimentum egestas, libero dolor auctor tellus, eu consectetur neque.

Press enter to begin your search

Brasileiros marcam presença no lineup do Popload Festival

Brasileiros marcam presença no lineup do Popload Festival

Três nomes da música nacional ocupam espaço no lineup do Popload Festival, um dos eventos que agitam o mês de novembro em São Paulo. O quarteto de meninas Cansei de Ser Sexy, a baiana Luedji Luna e o bloco afro do carnaval de Salvador Ilê Aiyê prometem representar o som brasileiro com muita energia.

É a sétima edição do festival. Este ano, o combo de shows, entre nomes nacionais e internacionais da música, acontece no Memorial da América Latina, em São Paulo, no dia 15 de novembro. Já logo de cara, o bloco Ilê Aiyê se apresenta abrindo o festival. Eles estão na ativa desde 1974, levando o batuque baiano por onde passam.

A Paola Wescher é uma das fundadoras do festival, junto com o jornalista de cultura-pop Lúcio Ribeiro. Ela conta um pouco como funciona o processo de seleção e montagem do lineup da festa de música: “a escolha é de sempre colocar alguém que gostamos, que está com álbum novo e que amplie a diversidade musical do festival”.

Uma curiosidade bem bacana sobre a organização do lineup é que a escolha pelo nome do Ilê Aiyê veio por meio da indicação da cantora Luedji. “Quando chamamos a Luedji queríamos que ela colocasse muitos tambores, como se fosse um ritual de abertura do festival e ela sugeriu o Ilê”, conta Paola. O grupo, que vai abrir o festival, é o mais antigo bloco afro do Carnaval de Salvador, considerado um patrimônio da cultura baiana.

Falando em Luedji, ela representa uma das vozes da nova geração de artistas da cena musical nacional. A cantora baiana tem participado de projetos audiovisuais (como o Sofar Sound) e se apresentado em várias casas de shows tradicionais de São Paulo. Para o Popload Festival, ela traz seu estilo cheios de influências africanas, com uma pitada de jazz, MPB e blues.

A mistura de estilos musicais é outra marca registrada do Popload. Com as meninas do Cansei de Ser Sexy, o público vai curtir o indie brasileiro. Afastadas dos palcos há alguns anos, elas voltam à cena em grande estilo com a oportunidade de tocar no festival. “Estávamos conversando para fazer a volta delas em um outro projeto, o Popload Gig. Quando o Beirut saiu (do lineup do Popload Festival), a oportunidade era perfeita pra trazê-las de volta”, conta a organizadora.

O lineup é composto também por nomes do cenário internacional. Vêm ao Brasil a banda punk Patti Smith, o grupo de Jack White, The Raconteurs, a rapper inglesa Little Simz e o trio texano Khruangbin. Além deles, tocam também a banda britânica de música eletrônica Hot Chip, Tove Lo volta ao Brasil com novos trabalhos de divulgação. A banda norueguesa Boy Pablo se apresenta após o encerramento do festival no auditório do Memorial.

Conheça mais o som das atrações nacionais do festival nos players abaixo:

Cansei de Ser Sexy

Luedji Luna

Ilê Aiyê

Evolução vem com o tempo

O Popload Festival começou em 2013, meio sem querer, quando a banda Indie britânica The XX pediu pra vir ao Brasil para participar do Popload Gig. Criado em 2009, o Gig, diferente do Popload Festival, é um selo de shows que abre as portas para grupos iniciantes da cena rock e eletrônica. “Quando vimos que era a maior banda que tínhamos na mão como Popload Gig, resolvemos chamar de Festival e foi assim que o festival começou”, relembra Paola.

Em sua primeira edição, o Popload Festival atraiu 4 mil pessoas. Hoje, em sua sétima edição, a expectativa é de chamar 15 mil pessoas para curtir o lineup. Paola cresceu junto com o festival: “é normal que com o passar dos anos a gente vai aprendendo muitas coisas em termos de produção, custos e entregas. A força vem com o tempo e o tempo nos dá maturidade”.

 

X