Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Cras sollicitudin, tellus vitae condimentum egestas, libero dolor auctor tellus, eu consectetur neque.

Press enter to begin your search
 

Carnaval de rua de São Paulo: festa cresce e projeta público de 15 milhões de pessoas para 2020

Carnaval de rua de São Paulo: festa cresce e projeta público de 15 milhões de pessoas para 2020

Bloco de rua Carnaval São Paulo

Antes um destino pouco procurado pelos foliões, hoje São Paulo faz parte da lista de capitais com os carnavais de rua mais cheios do Brasil. E não é para menos: apenas em 2020 são 678 blocos registrados pela Prefeitura da cidade, um aumento de mais de 30% quando comparado a 2019. Ainda de acordo com a prefeitura, a expectativa para a folia deste ano é de que 15 milhões de pessoas curtam um mix de estilos de música brasileira nas ruas da maior capital do país, gerando um lucro de bilhões de reais para a cidade. Em 2019, foram movimentados R$ 2,3 bilhões entre o carnaval de rua e o Sambódromo.

Para este ano, a Prefeitura de São Paulo preparou um grande esquema de 15 de fevereiro a 1° de março. O policiamento contará com drones e mais de 3 mil câmeras espalhadas pela cidade, focando também em transporte para os dias de curtição, além de vários pontos de atendimento médico próximos aos blocos.

Se unindo a outras capitais do carnaval de rua como Salvador e Recife, São Paulo foi além da festa no sambódromo que acontece anualmente. Nesta modalidade, escolas de samba se apresentam com carros alegóricos grandiosos para uma audiência e, ao fim, disputam pelo 1° lugar da competição em forma de celebração.

Entre as diversas propostas de blocos de rua não poderia faltar, é claro, aqueles que celebram a música brasileira e seus inúmeros estilos e vertentes. Confira a seleção para conhecer e entender o clima do carnaval de São Paulo. Se ainda não curtiu algum bloco na selva de pedra, a lista abaixo é para você!

Blocos de rua em São Paulo

Toca Raul! (22/fev)

Um dos maiores nomes do rock nacional, Raul Seixas será celebrado em grande estilo neste carnaval. O bloco, que toma conta do bairro do Bom Retiro e sai da Rua Vitorino Carmilo no próximo sábado (22), transforma as obras do “Maluco Beleza” em músicas no estilo típicos de marchinhas, ijexá, frevo e até mesmo maracatu.

Ilú Obá de Min (21 e 23/fev)

O grupo Ilú Obá De Min vem celebrando a mistura dos ritmos africanos com a música brasileira e, desde 2016, toma as ruas do centro de São Paulo com seu bloco. No repertório, faixas do disco “O Bloco na Rua”, lançado em 2010, e outras canções que o grupo toca durante seus shows. Neste ano, o projeto toca no Bom Retiro e também no centro, nos dias 21 e 23 de fevereiro.

Tim Maia na Avenida (22/fev)

Mais um grande nome da música brasileira, Tim Maia ganhou seu próprio bloco no bairro da Bela Vista neste ano. A festa acontece no sábado, dia 22 de fevereiro, e conta com banda tocando os maiores sucessos do cantor, como “Gostava Tanto de Você”, “Azul da Cor do Mar”, “O Descobridor dos Sete Mares” e muito mais.

Vá de Jazz (23/fev)

A casa de eventos Jazz Nos Fundos promove neste ano o bloco Vá de Jazz, celebrando o estilo com uma banda formada por trompetistas, trombonistas, saxofonistas, baixistas, guitarrista e baterista. No repertório, músicas do norte-americano Herbie Hancock e do brasileiro Hermeto Pascoal, além de outros artistas do gênero.

Brega Bloco (22/fev)

Focando nas décadas de 70, 80 e 90, o Brega Bloco tem um repertório repleto de clássicos do Carnaval de rua brasileiro, contando com as famosas “marchinhas”, músicas típicas do carnaval de rua brasileiro.

Bloco dos Corações Partidos com Jão (23/fev)

O artista Jão leva toda a sua sofrência e músicas de amor para as ruas de São Paulo com seu primeiro bloco. O músico lançou em 2019 seu disco mais recente, Anti-Herói, no qual flerta com a MPB e o pop brasileiro. A festa acontece no domingo (23), em Pinheiros.

Ritaleena (23/fev)

O bloco nasceu em 2015 a partir da parceria entre a musicista Alessa Camarinha e a figurinista Yumi Sakate, que queriam homenagear uma figura feminina da música brasileira. A personagem escolhida foi Rita Lee, que fez história com a banda de rock brasileiro os Mutantes e, posteriormente, em carreira solo. O bloco desfila no domingo (23), em Santana.

Bem Sertanejo com Michel Teló (23/fev)

O sertanejo, um dos ritmos mais populares do Brasil que costuma ficar de fora do carnaval, neste ano também ganha espaço. O bloco Bem Sertanejo será comandado por Michel Teló, cantor dono dos sucessos “Ai Se Eu Te Pego”, “Fugidinha” e “Humilde Residência” e exemplo de internacionalização da música brasileira. A festa rola no domingo (23), no Ibirapuera.

Bloco das Gloriosas (24/fev)

A cantora e drag queen brasileira Gloria Groove levou a festa Gambiarra, lançada em 2018, para as ruas com o Bloco das Gloriosas. Com algumas participações especiais, a artista canta muito pop e funk com seus hits “Coisa Boa”, “Arrasta”, “Bumbum de Ouro” e mais.

Tropicália Freak (25/fev)

Entre as 14h e 19h da terça-feira (25), já no final do Carnaval, o bloco Tropicália Freak relembra o melhor do estilo com versões em marchinhas de músicas de Gilberto Gil, Tom Zé, Caetano Veloso e mais. A concentração acontece na Lapa.

X