Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Cras sollicitudin, tellus vitae condimentum egestas, libero dolor auctor tellus, eu consectetur neque.

Press enter to begin your search
 

Brasil chega à Womex com 23 empresas e som de todos os cantos do país

Brasil chega à Womex com 23 empresas e som de todos os cantos do país

De 23 a 27 de outubro, acontece a 25a edição da Womex – World Music Expo – em Tampere, na Finlândia. A delegação brasileira desembarca com toda a diversidade do mercado musical do país. O grupo, formado por 23 empresas, incluindo artistas, empresários, produtores, distribuidoras, bookers, gravadoras, selos e festivais, é liderado pelo Brasil Music Exchange (BME), projeto de fomento à internacionalização da música brasileira realizado pela Brasil, Música & Artes (BM&A) e pela Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil).

Para conhecê-los, os credenciados podem ir ao estande 2.13-2.16, onde nos dias 24, 25 e 26, das 5 PM às 6 PM também acontecem happy hours abertos aos visitantes. O gerente de projetos do BME, Leandro Ribeiro, espera que a edição do Womex 2019 repita o sucesso dos anos anteriores, mantendo o país na trajetória ascendente de participação. “Temos, cada vez mais, a presença de um grupo de artistas que representa bem a produção do nosso país, que é bastante diversa e única”, afirma.

SHOWCASE BRASILEIRO

No dia 26 de outubro, acontece o showcase da Dona Onete, conhecida como “rainha do Carimbó”, no palco Pakkahuone Stage, Tullikamari, às 21h45. Para saber mais, veja o perfil completo da artista na página 3. O empresário da artista, Geraldinho Magalhães diz que as expectativas com essa apresentação são as melhores possíveis. “O show vem impressionando e impactando públicos no exterior já há alguns anos. Essa foi a 4a vez que aplicamos para a feira e agora a hora dela chegou”, detalha.

Ele explica que Dona Onete já tem um excelente posicionamento no mercado de world music. No mês de setembro, com o disco “Rebujo”, ficou em 1o lugar nas duas maiores listas internacionais: World Music Charts Europe (WMCE) e Transglobal World Music Chart (TWMC). Seu vinil está também em 1o lugar, pela The Arts Desk, uma associação de críticos do Reino Unido.

O profissional também comenta sobre o mercado contemporâneo da música nacional: “Temos uma leva muito importante de artistas competindo no mercado, apresentando-se e fortalecendo a música brasileira. Está na hora de ter uma atenção especial sobre o que e como vender para esse mercado contemporâneo. É um bom momento, de se valorizar cada vez mais”, conclui.

Sobre o BME

O Brasil Music Exchange (BME) é um projeto de auxílio à exportação de música desenvolvido desde 2002 por meio de uma parceria entre a Brasil Música & Artes (BM&A) e a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil). Para essa finalidade, o BME realiza diversas atividades de promoção de negócios e imagem internacional. O público-alvo são empresas que atuam no mercado da música – gravadoras, selos, editoras, managers, sociedades distribuidoras de direitos autorais, agências de produção de música original e plataformas tecnológicas – que já exportam ou tenham interesse em iniciar esse processo.

X