Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Cras sollicitudin, tellus vitae condimentum egestas, libero dolor auctor tellus, eu consectetur neque.

Press enter to begin your search
 

Brasil Music Summit destaca atividade do music supervisor

Brasil Music Summit destaca atividade do music supervisor

O Brasil Music Summit (BMS) reuniu 500 profissionais e mais 1400 pessoas do público final entre os dias 6 e 9 de fevereiro, em São Paulo. O evento, promovido pela Brasil Música & Artes (BM&A) em parceria com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil), por meio do programa Brasil Music Exchange (BME), teve os primeiros dois dias dedicados a music branding e sincronização.

A programação desses conteúdos foi comandada por Mario di Poi, diretor executivo da Inputsom Arte Sonora. “Nosso objetivo com esse evento é trazer pessoas que são referências nesses setores para procurar desenvolver o mercado brasileiro, difundindo conhecimento e intensificando-o”, comenta.

Na palestra de abertura, Jen Malone, music supervisor norte-americana indicada ao Emmy por seu trabalho na série Atlanta e responsável pela trilha sonora do filme Creed II, detalhou o processo de criação destes dois trabalhos. A profissional destacou que há muitas diferenças criativas entre séries e longa-metragens, sendo que esses últimos permitem uma atuação mais minuciosa e aprofundada do supervisor musical.

Quem também subiu ao palco para contar um case de sucesso foi Justine Von Winterfeldt. Ela atuou na animação do Netflix Next Gen, que contou com um enorme desafio: conseguir reunir referências da China e dos Estados Unidos. “Além disso, tivemos que pensar a música de acordo com as características de cada personagem, misturamos elementos feitos nos dois países tendo um desafio extra: o fuso horário”, comentou.

Sanaz Lavaedian, uma das mais renomadas music supervisors para trailers no mundo, compartilhou sua experiência no lançamento dos maiores blockbusters da atualidade. “O trailer é tão importante que os estúdios de Hollywood normalmente encomendam diferentes versões para várias empresas a fim de escolher a melhor. É preciso que represente um bom resumo do que é o filme, gerando impacto, e a parte musical obviamente tem que acompanhar”, disse.

Entre os brasileiros, o case de sucesso do Show da Luna empolgou a plateia com a presença de André Abujamra (Mondo), Márcio Nigro (Mondo) e Kiko Mistrorigo (TV PinGuim). Eles contaram o processo criativo para criar um projeto do zero. O compositor de trilhas para cinema e TV Beto Villares compartilhou um pouco de sua experiência em uma palestra seguida de apresentação musical.

Uma das iniciativas pioneiras dessa edição também foi a realização de um workshop de formação de music supervisors. As atividades foram conduzidas pelas norte-americanas Justine Von Winterfeildt, que trabalhou na área musical da animação da Netflix Next Gen, e Samantha Schilling, diretora criativa da Songtradr, uma plataforma de licenciamento de música que conecta artistas a criadores de conteúdo, como cineastas, produtores de TV e marcas.

A próxima edição do BMS acontece nos dias 10 e 11 de fevereiro de 2020 e São Paulo e a programação continua nos dias 12, 13 e 14 de fevereiro no Recife como parte do Porto Musical.

 

Sobre o BME

O Brasil Music Exchange (BME), projeto de exportação de música brasileira, é realizado por meio de uma parceria entre a Brasil, Música & Artes (BM&A) e a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil), promove o Brasil Music Summit.

X