Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Cras sollicitudin, tellus vitae condimentum egestas, libero dolor auctor tellus, eu consectetur neque.

Press enter to begin your search
 

Cinco músicas para apreciar Aldir Blanc, icônico compositor brasileiro

Cinco músicas para apreciar Aldir Blanc, icônico compositor brasileiro

Aldir Blanc

O Brasil perdeu no último dia 4 de maio um de seus maiores compositores, o grande Aldir Blanc, aos 73 anos de idade. Em mais de 50 anos de carreira, o prolífico carioca assinou cerca de quinhentas canções para artistas como Elis Regina, Chico Buarque, Djavan, Beth Carvalho, entre muitos outros.

Além de sua trajetória por trás de outras vozes, Blanc também chegou a gravar um disco solo em 2005, aos 59 anos. Foi neste álbum que o músico resumiu toda a sua trajetória até então, misturando diversas influências à sua genialidade.

Para celebrar a vida e obra de Aldir Blanc, separamos uma lista com cinco músicas essenciais que foram criadas pelo compositor e marcaram a história da música brasileira. Aproveite!

1. O Bêbado e a Equilibrista (1979)

A canção surgiu da amizade entre o músico brasileiro João Bosco e Aldir que, como uma homenagem a Charles Chaplin, criaram a faixa. Na voz de Elis Regina, a música se tornou um hino não-oficial da Lei da Anistia, quando brasileiros exilados durante o período da ditadura militar puderam voltar ao país.

2. O Rancho da Goiabada (1978)

Também cantada por Elis, a faixa tem como tema o dia-a-dia dos bóias-frias, trabalhadores rurais com poucas condições. A letra expõe a realidade de pessoas humildes que, como um escape, nutrem pequenos prazeres em meio à desigualdade.

3. Amigo É pra Essas Coisas (1970)

O primeiro sucesso da carreira de Blanc foi uma parceria com Silvio da Silva Jr. A música ganhou popularidade quanto interpretada pelo grupo MPB4 no disco “Deixa Estar”, e mostrou ao Brasil o dom de Blanc com as palavras.

4. Saudades da Guanabara (1980)

Em mais uma parceria de sucesso, dessa vez Aldir compôs a canção ao lado de Moacyr Luz, com quem trabalhou em outras músicas nos anos 80. Desta vez, a faixa ganhou popularidade na voz de Beth Carvalho.

5. Vida Noturna (2005)

Foi só em 2005 que, aos 59 anos de idade, Aldir Blanc lançou seu primeiro disco solo. Acompanhado de violão e piano, o músico finalmente soltou a voz e cantou em cima de letras tão geniais quanto as passadas.

X